4 x Quadros #04 – Jumyou wo Kaitotte Moratta. Ichinen ni Tsuki, Ichimanen de

Sejam muito bem-vindos a mais um 4 x Quadros, o podcast quinzenal de 4 minutos de análises de mangás do Quadro x Quadro! Neste episódio, Caio Coelho comenta sobre o mangá Jumyou wo Kaitotte Moratta. Ichinen ni Tsuki, Ichimanen, (eita que nome grande) uma adaptação de uma light novel lançada na Web Magazine Shonen Jump+.

Gostou do episódio? Quer trocar uma ideia sobre Jumyou wo Kaitotte Moratta. Ichinen ni Tsuki, Ichimanen ou outros assuntos relacionados aos mangás e animes, ou nos acompanhar pelas internetes?
Mande e-mail para contatoquadroxquadro@gmail.com e confira nos links abaixo:

Nosso FEED
Disponível também no iTunes
A nossa Página no Facebook
O nosso perfil no Twitter

Edição: Gabriel Guerrero

Um comentário sobre “4 x Quadros #04 – Jumyou wo Kaitotte Moratta. Ichinen ni Tsuki, Ichimanen de

  1. Hey, eu cheguei aqui pelo podcast sobre inside mari e adorei, depois dele ouvi mais alguns podcast como o de yuri on ice, o de ecchi, o de visual novel e o de desconstrução, estão todos muito bons, vou comentar um pouco sobre alguns:
    Eu amei inside mari e li tudo em 2 dias, o desenrolar da história é ótimo mesmo dando pra sacar o “twist” desdo comecinho, é interessante como sabemos tão pouco sobre a mari de fato, o máximo que da pra fazer é pegar uma ou outra evidência, como o diário e as notinhas do negócio com o Komori, a amiga invejosa abusiva que lembrava a ela da mãe, as lembranças da menina de óculos, etc… essa é a melhor jogada com o título e o último capítulo, que eu acho excelente. Sobre Yuri on Ice: eu gosto desse anime mesmo sabendo de todos os erros, os personagens secundários realmente parecem um bando de bonecos infláveis que podem ser definidos com 3 palavras(alguns até menos), os únicos personagens que são bem explorados são os yuris e se você forçar muito a barra o jj, Victor é um personagem que só serve de apoio pra Yuri e motivação pra Yurio, ele não tem uma história, um passado, ambições, nada. Pra quem é mais ligado no fandom sabe que a autora até tentou fazer umas gambiarras pra dar personalidade dos secundários em off(nos guias e artbooks), mas infelizmente ficou uma merda porque ela só tentou forçar umas coisas “hey olha como eu não sigo estereótipos, olha como sou diferentona”, parece que esses personagens só apareceram pra ter mais bonequinho pra vender, acredito que ela realmente tenha mudado umas coisas quando viu a fama toda que teve, aquela imagens do encerramento iam ser cenas que apareceriam nos episódios e foram cortadas 🙁 mas mesmo assim eu acho que no que yuri on ice acerta ele acerta bem: o desenvolvimento do yurio é legal de se ver, a relação de Victor e Yuri (apesar da quantidade de censura em cima dele) é muito bonita e espontânea e bem melhor que 90% dos yaois que eu já vi e PRINCIPALMENTE a abordagem sobre a auto estima de Yuri. Eu discordo sobre a parte de que seria melhor se o yuri não fosse já um grande patinador, yuri tinha sim reconhecimento é só lembrar o quanto ele era apoiado na sua cidade natal, ou aquele personagem de cabelo loiro e vermelho que era fã dele, mas ele tava tão afundado na própria visão negativa de si mesmo que não conseguia enxergar isso, não sei se for ruim maratonar, mas eu gostei muito de ver mais ou menos semanalmente (porque as vezes eu esquecia de ver e acabava vendo uns 3-4 episódios numa tacada só) no final se eu tivesse que dar uma nota pra yuri on ice ele pelo menos passaria de ano.
    E sobre o ecchi pra mulher: eu acho que existe sim, acho que não chega a ser tão puxado pro lado sexual quanto os dos homens, parece ser mais pra fujoshi ou pro lado moe. E esse comentário tá enorme, desculpa por isso e parabéns pelo podcast!

Deixe uma resposta