Filmes Anime – Quadro x Quadro 010

Filmes - quadroxquadro.com.brE sejam muito bem-vindos, queridos ouvintes a mais um podcast Quadro x Quadro! No episódio de hoje, retornamos após longo e tenebroso inverno (em termos literais muito menos longo do que tenebroso), trazendo este episódio sobre Filmes de Anime… Filmes Anime… Longas-metragens japoneses em animação… Enfim…

No podcast de hoje, Kei, Pedro Guilherme e Victor Hugo se reuniram para falar um pouco sobre diversos filmes que curtiram e trazer para os ouvintes algumas das mais belas animações, cenários mais incríveis, personagens carismáticos e alguns dos maiores nomes do passado e do presente da indústria de animação japonesa entre outras coisas.

Filmes comentados neste episódio:
1. Summer Wars
2. Koe no Katachi
3. Wolf Chldren
4. 5 Centimetros por Segundo
5. Saint Young Men
6. Children Who Chase Lost Voices
7. Lupin III – The Castle of Cagliostro
8. Kotonoha no Niwa (Garden of Words)
9. Toki wo Kakeru Shoujo

links citados no podcast:
– The Canipa Effect: https://www.youtube.com/user/TheCanipaEffect
– Making of Little Witch Academia 1: https://www.youtube.com/watch?v=7LgHOUTZ8Gc
– Making of Little Witch Academia 2: https://www.youtube.com/watch?v=kfEkv7ea4aY

 

Em caso de dúvidas, sugestões, críticas ou que mais desejarem conversar conosco, enviem e-mails para contatoquadroxquadro@gmail.com ou acessem nossas redes sociais nos links abaixo.

Nosso FEED
Disponível também no iTunes
A nossa Página no Facebook
O nosso perfil no Twitter

Edição: Matheus Santos

Um comentário sobre “Filmes Anime – Quadro x Quadro 010

  1. Primeiramente querendo dizer sobre minhas preferências por assistir filmes ao invés de séries de TV: Eu sempre fui mais ao gosto de coisas menores e mais enxutas, e como eu tenho bastante ansiedade, filmes são obras que por ter um formato menor e não se prendem tanto ao marketing quanto séries de TV, por que muitas séries de TV são feitas apenas pra vender brinquedos, e é só reparar que você vê mais obras autorais em filmes e em OVAs do que em séries de TV. Agora gostaria de recomendar duas obras, textão ahead:

    As duas obras que irei recomendar aqui são obras que tem envolvimento da mesma pessoa, que é o Mamoru Oshii, e a primeira que irei recomendar aqui é o segundo filme de uma série bem famosa de mecha, que é a série Patlabor, que muitos devem conhecer mais pela série de TV que passou no Brasil, mas muitos desconhecem que a série tem muito mais conteúdo, e conteúdo excelente. E com esse conteúdo um pouco mais underated por aqui(diferente do Japão, que o filme foi uma das coisas mais aclamadas nos anos 90 por lá) que eu indico o segundo filme, e nem apenas por ser underated, mas por todo esse impacto social e pela perspectiva que ele conta sobre o Japão desde o final da segunda guerra adiante, por muitas vezes contada de forma negativa por lá. Mas isso eu deixo pra quem vai assistir ao filme descobrir.

    Dando uma sinopse, o começo do filme se inicia com uma cena de um personagem que está fazendo aquela operações de paz no exterior pelo Japão, ai durante um forte combate o esquadrão do Tsuge é quase destruído pelas forças inimigas, só sobrando o próprio Tsuge que para em frente de uma figura budista. Essa cena de inicio inclusive é muito importante pra todo o desenrolar do filme.

    Ai o tempo se avança pra Tokyo em 2002, local onde se acontece os eventos de toda série Patlabor, pra unidade 2, do Gotou e da Shinobu, que são ambos os personagens centrais desse filme. Durante esse ínicio, quando Shinobu está voltando depois de dar uma palestra sobre o aumento de labor-crime(crimes que são realizados por labors, que são os mechas da série), ela fica presa dentro de engarramento, por que tem mais a frente, em uma ponte, tem um carro parado com chances de ter uma bomba dentro dele. E durante esse engarrafamento simplesmente desce um míssil disparado por um caça F-16 e destrói toda a ponte, com isso, levando suspeitas de que isso seja obra de membros da SDF(Força de Defesa do Japão) tentando dar um golpe de estado, e com isso, se inicia um filme que eu considero simplesmente genial, é simplesmente o auge da direção que o Mamoru Oshii poderia empregar pra uma obra dele, com uma direção que remete mais a de filmes europeus, ou do cinema francês, existem diversas metáforas que são contadas no filme apenas pelo cenário de fundo. A trilha composta pelo meu compositor favorito, o Kenji Kawai é simplesmente fantástica, é o auge também do compositor. E pra quem for assistir observem bastante o papel que os pássaros são demonstradas no filme que é uma coisa bastante importante.

    Um outro ponto que eu gosto do filme é como ele discute o papel que o Japão tomou pós final da segunda guerra mundial, inclusive sobre a influência negativa que os EUA têm no Japão e no mundo com toda essa politica dos EUA ser a policia do mundo, se metendo e provocando conflitos internos em países sub-desenvolvidos. É um filme muito atual com temáticas muito atuais mesmo pra um filme de 93. Acho q o único do grupinho seus que viu o filme foi o Pedro, que pode dizer mais. Embora que para assistir esse filme você tem que tem que assistir aos OVAs e o primeiro filme, mas não é muita coisa. Mas se quiser meter o foda-se você pode ver o segundo filme e tá deboas.

    E o último da lista que irei recomendar é o filme Jin-Roh, que mais uma vez uma obra que tem envolvimento do Mamoru Oshii, mas é bem menor, nesse ele só fez o screenplay e o script. Por que Jin-Roh é do mesmo universo que dois filmes live action que são ambos de direção do Mamoru Oshii(The Red Spectacles e Panzer Cops), embora diferente do Patlabor 2, não seja necessário assistir esses dois filmes, servindo como um stand alone. No Jin-Roh o diretor é o Hiroyuki Okiura, um dos maiores animadores da história do Japão, conhecido por sua animação que realmente é muito realista em termos de personagens andando de forma natural, é tão realista e natural que parece rotoscopia, mas não é.(pra ver como ele é foda, ele animou a cena de abertura do filme do Cowboy Bebop, foi character design do filme do GITS, entre milhares de outros trabalhos, vale a pena ver as coisas que ele participou)

    Jin-Roh é um dos meus filmes favoritos, passando-se num universo durante os anos 60(eu acho) em um Japão dominado por conflitos civis, revoltas e vários protestos, inclusive o filme começa no meio de um protesto de manifestante vs a policia local, onde o filme retrata com tanta fidelidade um protesto real, que me impressiona até hoje essa cena inicial.

    E começando sob a perspectiva de uma manifestante que carrega uma bomba que provavelmente iria ser explodida no meio da policia, o filme começa, descobrindo esse fato, o governo chama uma unidade especial que parecem mais aqueles soldados do Killzone pra praticamente aniquilar esses manifestantes rebeldes, quando a manifestante descobri e quase é presa por essa unidade ela se explode na frente de um desses soldados que por conta disso, se vê atormentado por esse ocorrido, onde em várias partes do filme questiona sobre toda essa questão da moralidade, sobre se a ação da manifestante foi correta, ou se ele está errado por proteger uma falsa justiça. É um filme que fala bastante sobre essa questão da moralidade, sobre se nossas escolhas que escolhemos na vida são corretas e sobre se perdoar.

    E ele se utiliza pra falar sobre esses temas usando o conto da chapeuzinho vermelho, que é um conto muito famoso(aliás, quem não conhece né?)Dando a perspectiva do lobo, por que depois da Disney se apoderar desses contos, todo mundo pensa que o lobo é o mau da história, mas não, o lobo apenas segue seu instinto.

    Tanto a animação quanto a direção desse filme é fantástica, o Hiroyuki Okiura faz um trabalho perfeito ao te deixar imerso nesse universo. A trilha sonora também é muito boa, sendo composta Hajime Mizoguchi, marido da Yoko Kanno(que inclusive, ajudou ele nessa trilha) fazem desse filme ser uma das melhores experiências que eu tive em uma animação.

    Enfim, ficam ai as recomendações, me perdoem se o texto ficou longo, eu tentei enxotar ele ao máximo, deixando ele menor(o que deve n ter funciona). Continuem com o bom trabalho e é isso.

Deixe uma resposta